jusbrasil.com.br
4 de Abril de 2020
    Adicione tópicos

    Da Tribuna

    Prorrogação

    O presidente Barros Munhoz informou que o prazo para apresentação de emendas ao PL 589/2012, de autoria do governador, que orça a receita e fixa a despesa do Estado para o exercício de 2013, foi prorrogado até o dia 7/11. (DA)

    Aulas noturnas

    Carlos Giannazi (PSOL) denunciou o fechamento de salas do período noturno da Escola Estadual Professora Uzenir Coelho Zeitune, no município de Votuporanga. "É um absurdo que a população da região seja privada de frequentar a escola no período noturno. Há demanda por essas aulas", disse o deputado. O parlamentar afirmou que serão pedidos esclarecimentos para a Diretoria de Ensino da região e para a Secretaria Estadual de Educação.(DA)

    Violência

    "Gostaria de ocupar a tribuna para dizer que estou preocupado com a atual onda de violência, que está acontecendo em todo o Estado", disse Jooji Hato (PMDB). O parlamentar comentou alguns casos ocorridos no final de semana, entre eles o de uma menina de dez anos que foi morta por uma bala perdida durante tentativa de assalto, na região do Ipiranga, zona sul. O parlamentar defendeu medidas como blitze do desarmamento em pontos estratégicos. (DA)

    Cultura

    Leci Brandão (PCdoB) lembrou o Dia da Consciência Negra, que será comemorado em 20/11. A parlamentar, que faz parte da Comissão de Educação e Cultura, considera que o Brasil tem uma cultura rica, que vai além de cinema e teatro. "Se fosse dada mais atenção à cultura no nosso país, com certeza não teríamos esse cenário violento que temos hoje", comentou. A parlamentar elogiou iniciativa da ministra da Cultura, Marta Suplicy, que visa a facilitação de projetos de produtores negros. (IR)

    Quadro de apoio à educação

    Carlos Giannazi (PSOL) informou que a Escola Estadual Caetano de Campos, no bairro da Aclimação, em São Paulo, está há três meses sem funcionário responsável pela merenda dos alunos. O parlamentar considera esse cargo essencial ao quadro de apoio à educação e disse lutar para combater a terceirização da categoria. Carlos Giannazi pediu a realização de concursos públicos para a contratação desses profissionais. O deputado disse ainda ser necessária a revogação da Lei 1.093/09, que estabelece a quarentena para professores da rede estadual de educação. (IR)

    0 Comentários

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)