jusbrasil.com.br
23 de Maio de 2017
    Adicione tópicos

    Opinião - A valorização do servidor público

    Um município, estado ou nação tem em seu alicerce o esforço, dedicação e trabalho de milhares de servidores públicos. Estes cidadãos carregam consigo a responsabilidade de estabelecer um elo entre o Poder Público e a sociedade, prestando serviços essenciais à população.

    São trabalhadores que escolheram o ofício do "bem servir" e que se dedicam ao atendimento público nas mais diversas áreas. Nas escolas, ministram o saber e semeiam o conhecimento. Nos hospitais, salvam vidas e mantêm acesa a chama da luta pela existência. Nas repartições administrativas, cumprem o papel que legaliza, organiza, gerencia e executa os serviços. Nos departamentos de segurança, lutam pela preservação da integridade física do cidadão e, nos setores de justiça, devolvem aos que os procuram o direito que lhes foi privado. Em todos os órgãos públicos há sempre a sua relevante participação, confirmando a importância de seu trabalho para a sociedade.

    No dia 28 de outubro comemoramos o Dia do Servidor Público, data instituída em 1937 no governo do presidente Getúlio Vargas, por meio da criação do Conselho Federal do Serviço Público Civil. Desde então, é prestada uma justa homenagem a esses cidadãos.

    Mas não basta, apenas, oferecer-lhes um tributo pelos relevantes serviços que prestam. É preciso mais. É preciso valorizar o servidor público, viabilizando melhores condições de trabalho e de salário.

    Nesse sentido, o Governo do Estado de São Paulo vem cumprindo o seu papel. Por meio de várias ações, o governador José Serra, homem de visão e administrador arrojado, vem implementando uma série de medidas que visam a valorização do funcionário público.

    E nós, na Assembleia Legislativa, temos discutido e nos empenhado para aperfeiçoar e aprovar os projetos encaminhados pelo governador, como ocorreu com a instituição da bonificação por resultados para inúmeras categorias, reclassificação salarial e reestruturação de carreiras.

    No âmbito do magistério, cabe destacar a aprovação dos projetos referentes à jornada de trabalho dos professores e a efetivação dos temporários.

    Recentemente, aprovamos o Projeto de Lei Complementar 29/2009, que institui um sistema de promoção para os integrantes do magistério. A medida integra um plano de evolução das carreiras do setor, proporcionando aumento salarial e educação de qualidade.

    Para os servidores da área de segurança, foram aprovadas quatro propostas que garantiram reajuste salarial aos policiais civis e militares e técnico-científicos. Além do aumento, as leis atenderam a outros pleitos do setor: extinção da 5ª classe na carreira policial, redistribuindo cargos de delegados e policiais operacionais e a regulamentação da aposentadoria especial, que permite aos policiais civis se aposentarem cinco anos mais cedo.

    Ainda, em 2008, para o setor de segurança pública, o governador José Serra sancionou lei complementar que concedeu aumento salarial de até 26,35% para 20 mil agentes de segurança penitenciária, com a incorporação da Gratificação de Suporte à Atividade Penitenciária (GSAP), que beneficiou ativos, aposentados e pensionistas.

    Muito tem sido feito pelo Governo do Estado de São Paulo em prol dos servidores públicos, coroando com êxito este que é um verdadeiro processo de incentivo, fortalecimento e respeito aos trabalhadores. Mas, temos a consciência de que muito ainda temos a fazer.

    De minha parte, continuarei empenhado na valorização do servidor público em todas as esferas governamentais. Os funcionários merecem respeito e atenção, pois, como todo cidadão, precisam de condições dignas de trabalho.

    Como testemunha do trabalho e da jornada de luta dos servidores públicos, reitero os meus agradecimentos a todos pela nobre missão que desempenham e que contribui para a grandeza do nosso Estado.

    * João Caramez é deputado estadual pelo PSDB

    A Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo constitui o Poder Legislativo paulista, exercido através dos deputados estaduais do estado de São Paulo. Entre suas atribuições estão legislar, fiscalizar, controlar e investigar.
    Disponível em: http://al-sp.jusbrasil.com.br/noticias/1990922/opiniao-a-valorizacao-do-servidor-publico

    1 Comentário

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

    É diferenciado dos demais trabalhadores.
    A mídia que só fala das chamadas "REGALIAS" e não cita que estes servidores (civis e militares) NÃO TEM FGTS ou seja, ao se aposentar, SÓ LEVAM O SALÁRIO e ao se DESLIGAR (DEMITIR NO CLT) NÃO LEVAM NADA, ainda tem que pagar os custos dos cursos se não ficarem o tempo necessário.
    O governo vai mal, o primeiro a sofrer são os servidores públicos.

    O servidor público, hoje é avaliado semestralmente e necessita da ESTABILIDADE (exceto se de fato houver justa causa, após inquérito administrativo), cujo objetivo é isentar os servidores públicos de perseguições políticas e demissões infundadas e arbitrárias. É de vital importância que o servidor público sinta-se seguro para priorizar a prestação de serviços à sociedade com imparcialidade e neutralidade e não à superiores hierárquicos, por pressão ou visando obter privilégios, práticas injustas quanto à ocupação de um cargo, além de impedir que os órgão da administração pública sejam usados como “cabides de emprego” e sejam palcos de práticas nepotistas e clientelistas. Isto não só no Brasil, como em todos os países.

    Os Militares também NÃO RECEBEM HORAS EXTRAORDINÁRIAS, ficando de serviço e muitas vezes DIAS DENTRO DOS QUARTÉIS, até para casar tem casos que não é permitido.

    Portanto, pensem direitinho antes de falar mal de servidor público, pois político diz que é servidor público mas não é. Servidor Público é aquele que FEZ CONCURSO PÚBLICO PARA TAL E NÃO ALGUNS CORRUPTOS QUE SÃO ELEITOS PELO POVO QUE NÃO SABE VOTAR.
    Não confundir FUNÇÃO PÚBLICA com SERVIDOR PÚBLICO.

    Tem um ditado no serviço público que diz o seguinte: "AQUELES QUE FALAM NEGATIVAMENTE DO SERVIDOR PÚBLICO, É POR PURA INVEJA E FRUSTRAÇÃO DE NÃO TER CONSEGUIDO SER UM"

    Venderam as Empresas Operadoras de Telefonia, Trens, Metro, e privatizaram os serviços nos Hospitais Públicos.
    Hoje temos um serviço de telefonia caríssimo, umas das tarifas mais caras do mundo, Trens com passagens caras e serviço péssimo, Metro com passagens muito caras e serviço péssimo, e Hospitais horríveis um SUS, Sistema Ùnico de Suicídio.
    Tudo que privatizaram teve a tarifa aumentada em 3 vezes e o serviço piorou.

    Falem destes serviços. São privados, CAROS e NÃO FUNCIONAM COMO DEVERIAM.
    O funcionarismo público deve ser sempre mantido a níveis ótimos de aproveitamento, ou seja, não se pode te-los em excesso, tampouco em escassez. O excesso incha a maquina do Estado, a falta impede que partes importantes da engrenarem funcionem efetivamente.

    Não confundam servidor público com políticos por favor, principalmente os péssimos políticos. continuar lendo