jusbrasil.com.br
22 de Junho de 2018
    Adicione tópicos

    Alesp realiza Audiência do Orçamento em Itararé

    A cidade de Itararé, Região Administrativa de Itapeva, recebeu a 7ª Audiência Pública do Orçamento 2019. Por iniciativa da Comissão de Finanças e Orçamento da Assembleia Legislativa, o evento aconteceu na Câmara Municipal, na segunda-feira (11/6).

    Na reunião, presidida pelo deputado Edmir Chedid (DEM), os principais assuntos abordados foram saúde, educação e infraestrutura.

    Chedid apresentou sua preocupação com a falta de investimentos do governo estadual em Itararé. "Não há como falar em falta de recursos quando o Estado de São Paulo abriu mão de mais de R$ 20 bilhões em benefício de alguns segmentos, por meio de renúncia fiscal. A questão orçamentária não é falta de recursos, é falta de planejamento do governo. Os investimentos anuais na Região Administrativa de Itapeva chegaram a ser de R$ 182 milhões; no ano de 2018, até maio, temos apenas R$ 35 milhões. Em 2017, a região recebeu R$ 370 milhões; em 2018, R$ 166 milhões" 55% a menos, configurando-se uma das três maiores reduções no orçamento do Estado. A região precisa se unir e lutar por mais investimentos."

    Compuseram a mesa os vereadores Sérgio Luís Stadler (PROS) e Edenilson Genaro (PSD), respectivamente presidente e vice-presidente da Câmara.

    Saúde

    Para Edenilson Genaro, faltam médicos especialistas no município."Não temos oftalmologista, ortopedista ou neurologista. Itararé não tem indústrias, não tem arrecadação, por disso não pode contratar pessoal. Temos de tirar o cidadão daqui para que seja atendido em outras cidades. O nosso cidadão deveria ser atendido no nosso município."Além disso, solicitou recursos para a Santa Casa e uma auditoria do Estado na instituição, a fim de avaliar sua administração.

    Yago Felipe Ferreira Raposo (PP), vereador de Itararé, propôs que sejam feitas emendas para custeio dos serviços de saúde no município."Novos equipamentos são importantes, mas antes precisamos fazer funcionar o que já existe", falou.

    O pedido de recursos para a Santa Casa foi endossado pelos vereadores de Itararé Ederson Soares de Lima (PP), João Luis Ribeiro dos Santos (PODEMOS) e Júlio César Soares de Almeida (DEM) e pela cidadã Edna Ferreira, que também considerou prioridade a presença de oftalmologista e cirurgião vascular na cidade.

    Educação

    João dos Santos discursou contra o possível fechamento da Diretoria de Ensino que atende à região, no que foi apoiado por Yago Raposo.

    Raposo também solicitou a instalação de um campus de universidade estadual ou uma Faculdade de Tecnologia do Estado de São Paulo (Fatec) no município" essa também requerida pelo ex-vereador de Itararé João da Égua.

    A ampliação ou a instalação de uma nova unidade da Escola Técnica Estadual (Etec) em Itararé foi lembrada por Ederson de Lima, Edna Ferreira e João da Égua.

    Lima sugeriu que as escolas públicas do município também ofereçam cursos profissionalizantes.

    João da Égua pediu mais cursos na Etec, como de mineração e de técnico florestal.

    Ferreira requereu que Itararé receba as lousas brancas que, segundo ela, "já foram prometidas pelo governo, mas não chegaram. Nossas crianças continuam cheirando pó de giz".

    Infraestrutura e outros

    O pedido para duplicação da rodovia Francisco Alves Negrão (SP-258) no trecho entre Capão Bonito e Itararé foi recorrente na audiência. Abordaram a questão Edenilson Genaro, Yago Raposo, João dos Santos e João da Égua.

    Genaro explicou: "A duplicação das rodovias é importante inclusive para atrair investimentos. Precisamos dar estrutura e segurança para que empresários possam transportar suas cargas, incentivando-os a vir produzir em Itararé, gerando empregos e renda".

    Raposo solicitou também a duplicação da rodovia dos Calçados (SP-255) e o investimento em segurança pública. "Hoje vemos, pelo menos na nossa região, a Polícia Militar sofrendo muito, com efetivo reduzido e frota de veículos totalmente sucateada, sem recursos para manutenção. Precisamos de valorização do policial militar", disse.

    O vereador de Itararé Reinaldo Roberto Diogo (DEM) falou da necessidade de mais concessões de linhas intermunicipais de ônibus para o município.

    Edna Ferreira solicitou a cobertura de uma quadra de esportes no bairro da Pauliceia.

    Para o presidente, o encontro foi produtivo. "É a primeira vez que a audiência pública acontece aqui em Itararé, uma cidade importante da região de Itapeva. Tivemos a presença de muitas pessoas, vereadores, representantes da comunidade e do segmento industrial."

    Edenilson Geraro declarou: "Como cidadão, nascido em Itararé, digo ao governo que não somos o fim do Estado de são Paulo, mas a entrada. Por isso, o governo deve ter um olhar especial o nosso município".

    O radialista Hélio Porto solicitou: "Nós não precisamos de algumas verbas para saúde ou educação. Nós precisamos de tudo, porque desde 1895 nós esperamos que São Paulo lembre que existimos".

    Estiveram presentes os vereadores Darci Vieira Coutinho (PPS), José Roberto Cogo (PROS), Luís Henrique da Silva (PMDB), Márcio Soares de Almeida e Valdiclei Oliveira (ambos do PV) e Rodrigo Pimentel Fadel (PRB), além dos secretários municipais de Educação, Cultura, Esporte e Turismo Ana Maria Ferreira Santos e de Administração Jerônimo Almeid, todos de Itararé.

    As próximas audiências do orçamento ocorrerão na quinta-feira (14/6) em Hortolândia, às 18h, e na sexta-feira (15/6) em Avaré, às 10h, e Ourinhos, às 18h. A programação completa e atualizada pode ser consultada pelo endereço www.al.sp.gov.br/alesp/audiencia-pública/?id=120.

    0 Comentários

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)