jusbrasil.com.br
6 de Julho de 2022
    Adicione tópicos

    Cidade de Extrema preserva nascentes do rio Jaguari

    A cidade de Extrema, no sul de Minas Gerais, é pioneira numa ação que incentiva a preservação de nascentes e recuperação de mata nativa. Na sexta-feira, 20/3, a deputada Ana Perugini (PT), que coordena a Frente Parlamentar de Acompanhamento das Ações da Sabesp, foi conhecer o projeto Conservador das Águas, desenvolvido pela prefeitura da cidade.

    O objetivo, segundo Paulo Henrique Pereira, diretor do departamento de meio ambiente da cidade, é aumentar a cobertura vegetal nas sub-bacias hidrográficas e implantar microcorredores ecológicos. O projeto abrange três metas: qualidade de saneamento; preservação e recuperação da cobertura vegetal nativa; e conservação do solo e nascentes. Para isso, conta o diretor, a cidade é dividida em sete bacias que são monitoradas. Os proprietários das áreas rurais recebem orientações sobre manejo e preservação e um apoio financeiro para recuperar e manter as áreas de interesse ambiental.

    a ação é norteada por uma lei municipal, regulamentada por dois decretos. "Estamos chegando numa nova visão sobre o campo. A cidade não valoriza o campo e o agricultor, em geral, não vê benefícios em preservar matas e nascentes. É disso que Extrema vem tratando", explicou Pereira. A iniciativa da cidade mineira chamou a atenção da grande imprensa e foi pauta de uma matéria especial do programa Globo Rural veiculada em 2008.

    Para a deputada Ana Perugini, Extrema está dando exemplo para o país. A cidade conta com nascentes importantes do rio Jaguari, que compõe a bacia que abastece o Sistema Cantareira, responsável pelo abastecimento de águas de cidades da região de Campinas e quase 50% do abastecimento da Grande São Paulo.

    aperugini@al.sp.gov.br

    Informações relacionadas

    Qual a distância mínima para construção?

    0 Comentários

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)